Análise Foliar

//Análise Foliar

Análise Foliar

Análise Foliar

A análise foliar permite avaliar o estado de nutrição de cada planta/cultura. Complementa a análise de solo com o objectivo de estabelecer e gerir adequadamente a fertilização ao longo dos anos. Permite identificar o estado de desequilíbrio de carência ou toxicidade de um nutriente. É possível verificar se a aplicação de nutrientes ao solo está ou não a ser utilizada pela planta. É facilmente verificada e identificada a interacção entre nutrientes. Por último mas não menos importante, saber qual o estado de nutrição. Desta forma, consegue-se efetuar as correções necessárias ao melhor desenvolvimento da cultura.

Regras das amostras (exemplo para a vinha)

  • A amostragem deve ser efetuada no período de plena floração
  • O local de colheita da amostra é a unidade de amostragem (a mesma utilizada para a recolha de amostras de terra)
  • Colher a folha oposta ao cacho basal, uma ou duas por videira, no lançamento inserido no terço médio do braço da videira
  • Fazer a colheita de 40 a 60 folhas 
  • Ainda na vinha destacam-se os pecíolos inteiros que são guardados em sacos de pano ou de papel tipo Kraft ou em alternativa embrulhados em papel absorvente (papel de cozinha), não usar sacos de plástico e agrafos

Cuidados a ter na colheita da amostra de folhas (exemplo para a vinha)

  • As folhas devem ser colhidas com o pecíolo (parte da folha utilizada para a análise) pela manhã ou ao fim do dia
  • As folhas devem estar limpas de terra, isentas de doenças e pragas e os tratamentos fitossanitários devem, sempre que possível, ser distanciados da colheita das folhas
  • Enviar a amostra para o laboratório, no mesmo dia da colheita ou no dia seguinte, devidamente identificada
  • Até ao envio da amostra, esta deve conservar-se a baixa temperatura (e.g. gaveta do frigorífico destinada aos frutos e legumes)
Fale connosco para mais informações e/ou pedir um Orçamento.
By | 2017-12-02T21:54:47+00:00 Maio 24th, 2016|Comentários fechados em Análise Foliar